Agricultura biológica em três respostas

Com Catarina Furtado

Partilhar

Ora aqui está um tema que gera sempre bastantes dúvidas. Hoje esclarecemos algumas com a ajuda de quem sabe.

Fiz três perguntas à nutricionista Salomé Borregana, que integra a equipa da área Health & Wellness da Sonae MC, para conhecer melhor a realidade da produção biológica ou orgânica (como também é conhecida).

1 – O que é a ?

A produção biológica é um sistema global de gestão de explorações agrícolas e de produção de alimentos, que combina as melhores práticas ambientais, respeitando a biodiversidade e a preservação dos recursos naturais. Pressupõe ainda a aplicação de normas muito exigentes no que toca à garantia do bem-estar dos animais.

2 – Quais são os seus principais benefícios?

Na agricultura biológica está apenas autorizada a aplicação de uma lista muito restrita de produtos e substâncias. Por exemplo, é proibido uso de pesticidas de síntese, assim como de fertilizantes de elevada solubilidade. Os antibióticos apenas podem ser administrados em casos muito restritos de doença e a fim de tratar e evitar o sofrimento aos animais. Também é proibida a utilização de Organismos Geneticamente Modificados (OGM) na produção biológica. Assim sendo, as vantagens são inúmeras, incluindo a saúde dos solos, da água, das plantas e dos animais e o equilíbrio entre eles.

3 – Como podemos identificar os ?

Os alimentos biológicos pré-embalados têm de apresentar o logótipo comunitário da agricultura biológica na rotulagem. No mesmo campo visual deve constar uma indicação do lugar onde foram produzidas as matérias-primas agrícolas, assim como o código da autoridade ou do organismo de controlo a que está sujeito o operador que efetuou a mais recente operação de produção ou preparação.

Conheça os símbolos da agricultura biológica

Símbolo Europeu

O logótipo da União Europeia identifica os produtos biológicos e garante que cumprem os requisitos do regulamento comunitário para a agricultura biológica. O símbolo é obrigatório em todos os alimentos biológicos pré-embalados produzidos nos Estados-membros.

Autor

Catarina Furtado