Os benefícios do Melão

Por À Roda da Alimentação

O é uma das frutas que os portugueses mais apreciam durante os meses de verão. É fresco, saboroso e pode ser consumido das mais variadas formas. Hoje, vamos revelar-lhe os segredos que estão por trás da sua escolha, os tipos de que existem, desfazer alguns mitos sem sentido e, acima de tudo, dar-lhe excelentes razões para o saborear com frequência durante esta estação. Aproveite, porque uma talhadinha de pode fazer muito pela sua saúde.

Atualizado em 26 de julho de 2022

Por norma, servimos o melão bastante fresco como entrada ou sobremesa, mas este fruto adapta-se também a um sem-número de receitas inimagináveis, como sopa, ceviche, compota, saladas, gaspacho, entre outras que poderá descobrir aqui para surpreender toda a gente.

Além de ser extremamente saudável, o melão é um dos privilégios do verão e já todos conhecemos muitas razões para consumir fruta da época, desde o preço, geralmente mais baixo quando a fruta se enquadra precisamente na sua estação, à possibilidade de variar e experimentar outros sabores, diversificando a ingestão de nutrientes. No entanto, se é daquelas pessoas que dizem que não sabem escolher melão, e por isso evitam comprá-lo, deixamos-lhe algumas dicas que apelam sobretudo aos cinco sentidos.

Como escolher melão?

Depois de ser devidamente selecionado no campo pelos produtores, o melão que se encontra nas lojas Continente tem a maturação adequada para ser consumido de imediato. Por essa razão, é normalmente doce e sumarento. No entanto, para escolher de um modo geral um bom melão é importante ter em conta estes critérios:

  • Veja se a casca está firme, com a cor nítida e sem rachadelas, zonas amachucadas ou picadas por insetos.
  • Cheire o melão para confirmar se tem um aroma agradável e suave.
  • Pressione as extremidades do melão, uma vez que estas devem ceder levemente.
  • Sacuda o melão e preste atenção para ver se as sementes estão ligeiramente soltas, isso significa que está maduro.

Para conservar o melão antes de aberto, deixe-o num local fresco e arejado. Depois de aberto, deve ser guardado no frigorífico e envolvido em película aderente ou em folha de alumínio para não ficar com o odor de outros alimentos

Tipos de Melão

Apesar de existirem muitas variedades de melão, nas lojas Continente vendem-se sobretudo três tipos:

  • melão branco nacional, produzido no Ribatejo e no Alentejo, de polpa branca, macia, sumarenta e doce. É o tipo de melão mais popular em Portugal.
  • melão verde pele de sapo, bastante doce e com uma textura mais firme.
  • melão amarelo, sumarento, com a polpa branca (ou verde-clara) e uma casca levemente enrugada.

Razões para comer melão

O melão pode fazer parte de uma alimentação equilibrada e variada e tem inúmeros benefícios nutricionais, para além do seu exelente sabor e frescura. Há excelentes razões para comermos melão:

  • Tal como a melancia, o melão é muito rico em água (cerca de 92%), sendo uma excelente fruta para hidratar o organismo.
  • É um aliado da elegância por ter um baixo valor calórico.
  • É uma excelente fonte de fibra, que contribui para o bom funcionamento intestinal.
  • É rico em antioxidantes, sais minerais e vitaminas, como a vitamina C e a vitamina A, tão importante para a saúde da pele e da visão, bem como para o funcionamento do sistema imunitário.

Como é rico em vitamina C, pode ajudar a aumentar a absorção de ferro, isto se ingerir juntamente com uma fonte de ferro, como a carne por exemplo

O melão engorda?

O melão não é uma fruta muito calórica – 100 g de melão têm aproximadamente cerca de 20 kcal. No entanto, o facto de ser pouco calórico não significa que deva ser a única escolha de verão. É fundamental variar a fruta – devemos comer tantas frutas diferentes quanto o número de cores de que nos conseguimos lembrar –, assim como a alimentação em geral, de modo a alternar benefícios e nutrientes diferentes que se conseguem apenas através da variedade.

Assim, podemos esquecer esse grande mito de que o melão engorda. Seria preciso consumir uma enorme quantidade diária desta fruta para que a sua ingestão calórica fosse excessiva. Como tudo na vida, o facto de se engordar ou não – desde que não haja doenças associadas ao ganho de peso – é sempre uma questão de equilíbrio entre a energia que gastamos e as calorias que consumimos. Inevitavelmente engordamos se o consumo de energia for superior às nossas necessidades, ou seja, à quantidade de energia que despendemos.

Devemos consumir as sementes do melão?

Não devemos desperdiçar as sementes do melão. Tal como acontece com as sementes de abóbora, podem ser um excelente snack. Basta retirá-las do melão, passá-las por água para ficarem bem lavadas e tostá-las numa frigideira antiaderente sem qualquer gordura.

Se preferir, pode fazer uma variação deste snack lavando bem as sementes e espalhando-as num tabuleiro raso. De seguida, cubra-as com um pano limpo. Deixe-as secar 24 horas, leve ao forno e aguarde que fiquem tostadas. São um excelente aperitivo. Por incrível que pareça, também podemos aproveitar as sementes para preparar uma bebida. Delicie-se com esta receita inesperada.

Bebida de sementes de melão

Preparação

  1. Retire as sementes do melão e coloque-as numa liquidificadora.
  2. Junte 250 ml de água filtrada.
  3. Triture as sementes muito bem.
  4. Passe a mistura por um coador de modo a separar o líquido.
  5. Guarde a bebida no frigorífico e sirva fria.

Autor

À Roda da Alimentação