Como fazer um churrasco saudável com os amigos

Por À Roda da Alimentação

É irresistível! O peixe e a na grelha servem de jantar e almoço, especialmente ao ar livre. Saiba como tornar estas refeições mais saudáveis e seguras.  

No verão, entre amigos e família, os são uma ótima desculpa para o convívio e o tipo de refeição mais apetecido. Este método de confeção é delicioso, mas há cuidados que o podem tornar mais saudável. A começar pela garantia de que a grelha se encontra bem limpa e livre dos resíduos de cozinhados anteriores.

Churrasco saudável com amigos

Dicas para um saudável:

  • Se optar por usar carne ou peixe congelados, descongele-os antecipadamente no interior no frigorífico, onde deve conservar também os alimentos em marinada. Em dias quentes, não convém arriscar e deixar a comida à temperatura ambiente. O ideal mesmo é levar os ingredientes do frio diretamente para a grelha.
  • Se prefere os produtos frescos e gosta de ir pela manhã ao supermercado para escolher o primeiro peixe, peça para o limparem e, se for caso disso, para o escalarem, logo na peixaria. Verifique se o peixe é lavado no fim e feche bem o saco onde o vai transportar. No caso das , são preferíveis as mais magras e é importante separar o (de maior risco microbiológico) das restantes espécies.
  • Por norma, os alimentos grelhados são mais saudáveis, pois não envolvem na confecção, contudo o tempero também tem de ser moderado. Coloque pouco sal, de preferência grosso, e apenas no momento de grelhar. Em substituição, pode abusar do sumo do , das ervas aromáticas e especiarias, ótimas alternativas de tempero.
  • Para obter grelhados perfeitos, o lume tem de estar bem distribuído pelo grelhador, com carvão suficiente. Seja paciente, e coloque a comida apenas quando a chama já não estiver visível, reduzindo, assim, o risco de a carbonizar. Grelhe de uma só vez (não reaqueça) e vá virando as peças para que cozinhem uniformemente. Para evitar a transferência de microrganismos entre alimentos, use utensílios e bandejas diferentes para os alimentos crus e para os finalizados.
  • A carne ou peixe carbonizados ou excessivamente grelhados prejudicam a saúde, contribuindo para o aumento do risco de cancro. Deve, por isso, evitar o contacto dos ingredientes com a chama, retirar a maioria das gorduras visíveis antes de grelhar a carne, e tentar manter a pele do peixe intacta, removendo-a apenas antes de a comer.
  • Durante a confecção, verifique se a carne ou o peixe estão no ponto, por dentro e por fora. Se tiver um termómetro para alimentos, estas são as temperaturas internas mínimas de segurança recomendadas:
ProdutosTemperatura
Pratos à base de 71 ºC
Frango inteiro82 ºC
Perú inteiro82 ºC
Carne fresca:
“Bem passada”77 ºC
“Mal passada”63 ºC
Carne de cordeiro:
“Bem passada”77 ºC
“Mal passada”63 ºC
Carne de porco:
“Bem passada”77 ºC
“Médio”71 ºC
  • É fundamental dar assistência a quem está a tomar conta da grelha, garantido que não usa roupa inflamável e que mantém muita por perto, para se manter bem hidratado e borrifar as chamas, caso necessário.
  • Os grelhados devem ser ingeridos à medida que saem da grelha, sem se esperar muito tempo. Torne a refeição mais saudável, acompanhando o peixe ou carne com uma salada fresca ou grelhados. Pimentos, tomates, berinjelas ou alho francês são boas escolhas.

Divirta-se e tenha em atenção as regras de segurança.

Bom apetite!

Autor

À Roda da Alimentação