Truques para conservação de alimentos no frio

Por À Roda da Alimentação

Saiba como proteger os alimentos das bactérias e dos riscos desnecessários para a sua saúde.

Costuma organizar aleatoriamente o frigorífico? Saiba que pode estar a potenciar o desperdício e o risco de doenças. Manter os alimentos – especialmente os perecíveis – a uma temperatura adequada é essencial para que durem mais tempo e para evitar a multiplicação de microrganismos prejudiciais à saúde. E não é assim tão complicado…

Ajuste a temperatura do frigorífico

A refrigeração ajuda na conservação dos alimentos e retarda a multiplicação de bactérias e outros microrganismos, como as leveduras e os fungos, por isso, os alimentos frescos e perecíveis devem ser conservados a temperaturas entre os 0 e os 5 ºC. O ideal será regular o seu frigorífico para cerca de 4 ºC, no interior, e para uma temperatura igual ou inferior a -18 ºC, no congelador.

Ainda assim, no interior do frigorífico, a temperatura não se mantém igual em todos os compartimentos, pelo que é necessário ter isso em consideração de forma a garantir a correta conservação dos alimentos.

Tenha atenção aos prazos de validade

Em primeiro lugar, os alimentos devem ser colocados no frigorífico ainda em boas condições e o mais rapidamente possível após a sua aquisição.. Depois, para evitar o desperdício alimentar, devem dispor-se à frente os produtos com um prazo de validade mais curto. É também importante que o equipamento não esteja muito cheio para o ar frio circular bem.

Veja também:Prazos de validade dos alimentos

Cada alimento no seu lugar

O melhor é separar os alimentos por categoria (ex: queijos, iogurtes, comida preparada, e hortícolas, etc.), em recipientes transparentes ou protegidos com película aderente, para que não transmitam odores nem desidratem.

No caso dos alimentos confecionados não os guarde quentes, para não alterar a temperatura no interior do frigorífico e evite as embalagens de cartão, pois são materiais porosos mais suscetíveis de deterioração e de contaminação com microrganismos indesejáveis.

Para conservar fruta e verduras, não as misture na mesma gaveta, já que as frutas podem acelerar a decomposição dos hortícolas e estes, por sua vez,  podem ter terra e contaminar as frutas e/ou restantes alimentos.

Se usar produtos em lata e não o usar todo, não coloque a lata novamente no frigorífico. Opte por guardar as sobras num recipiente adequado e devidamente fechado, pois o metal de lata pode comprometer a conservação.

Como limpar o frigorífico

O frigorífico deve ser sempre mantido bem limpo, porque quaisquer resíduos de comida podem contribuir para o crescimento de microrganismos indesejáveis, que podem contaminar comida que venha a ser guardada .

Limpe o frigorífico, pelo menos, uma vez por mês de modo a evitar odores e multiplicação de microrganismos. Para o fazer corretamente, basta que limpe as várias prateleiras com um pouco de quente combinada com vinagre. Se preferir, pode também usar bicarbonato de sódio.

Por fim, lembre-se que alguns alimentos não se devem conservar no frio, como as cebolas, alhos, tomates ou abóboras.

Está na hora de organizar o frigorífico!

Um frigorífico bem organizado permite encontrar facilmente os alimentos, evitando alterações de temperatura. Desta forma evita que a porta permaneça aberta durante muito tempo, enquanto procura os alimentos, evitando possíveis desperdícios.

Zona superior

Esta é a zona mais fria do frigorífico e é ideal para alimentos que não precisam de ser cozinhados, como sobras, comida pronta-a-comer, bebidas, , iogurtes, queijo e .

Zona intermédia

Nas prateleiras do meio, deve guardar fiambre e outros produtos de charcutaria, abertas (não as guarde nas latas), produtos de pastelaria e produtos já cozinhados.

Zona inferior

Nas prateleiras mais baixas deve colocar os produtos para descongelar, ou que requeiram menos frio, como a carne e crus.

Os alimentos crus, como a carne e o peixe, assim como os alimentos em descongelação devem ser armazenados em recipientes fechados, próprios para alimentos e que não permitam a escorrência de ‘líquidos' que possam contaminar os outros alimentos.

Gavetas

As gavetas são próprias para hortícolas, fruta e leguminosas frescas. Se possível, separe a fruta dos hortícolas, pois têm diferentes fases de deterioração e podem contaminar-se.

Porta

A porta é a zona menos fria do frigorífico. Coloque aqui os alimentos/ingredientes que resistem melhor ao calor, como , manteiga, margarina, leite, água, pickles, molhos, condimentos e sumos.

Congelador

No congelador a temperatura é, por norma, mais estável, pelo que não existe uma ordem exata de organização. Organize os alimentos de uma forma lógica, reservando uma gaveta para carne e peixe, outra para legumes.

Convém identificar a data de congelamento nas embalagens. Consuma sempre os mais antigos em primeiro lugar, para evitar o .

Saiba também ‘Como organizar a despensa

Autor

À Roda da Alimentação