Frutos exóticos: mistérios de sabor

Com À Roda da Alimentação

A verdade é que continuamos a ter medo do desconhecido, mas quem fica a perder somos nós. Já está mais do que na altura de provar alguns .

Artigo atualizado a 20 de Abril de 2020

Há uma série de esquecidos que têm tudo para ser os mais apetecidos. São normalmente oriundos de lugares longínquos. Tanto nos podem parecer estranhos como ser uma fonte de atração.

Numa alimentação equilibrada não deve haver frutos excluídos, sobretudo se quisermos dar mais sabor e variedade à meta recomendada pela Organização Mundial da Saúde para o consumo de hortícolas e fruta: 400 g por dia. Cada fruta tem propriedades e valores nutricionais únicos e todos são necessários para o bem-estar do organismo. Provar frutos exóticos pode ser, só por si, uma grande viagem, uma verdadeira experiência sensorial. E nalguns casos, como dizia o Fernando Pessoa publicitário, «primeiro estranha-se e depois entranha-se».

Por norma as frutas exóticas apresentam características que as tornam únicas e diferentes de todas as outras devido ao sabor, ao formato, à cor e ao aroma. O seu mercado tem vindo a crescer cada vez mais, uma vez que são exportadas nacional e internacionalmente pelos países das quais são naturalmente oriundas. Já as encontramos em Portugal com alguma facilidade e não temos desculpas para não dar um toque de exotismo ao nosso quotidiano alimentar. Aqui, pode encontrar os exóticos mais misteriosos.

Physalis

Frutos Exóticos

Originário da América Central e do Sul,é cultivado na Colômbia e em Portugal. Também conhecido por tomate-capucho, alquequenje e capucha, pertence à família do tomate. Tem um sabor agridoce e a forma de uma baga redonda.

Physalis nutrientes:

  • Fibra, vitaminas C e B3 e fitosteróis.

Physalis benefícios: 

  • Contribui para o normal funcionamento do sistema imunitário e trânsito intestinal, graças ao seu teor em vitamina C e fibra. E como contém fitoesteróis, tem potencial na redução dos níveis de colesterol.

Physalis como comer:

  • Retire as folhas secas envolventes e lave. Consuma ao natural ou use em compotas, saladas, sobremesas e bolos. Tudo é comestível, com exceção das folhas.

Pitaya Vermelha

Frutos Exóticos

Natural da América Latina e de alguns países asiáticos, também é chamada por ‘fruto dragão’ e a sua planta pertence à família dos catos.

Pitaya nutrientes:

  • Fibra, niacina e ferro.

Pitaya Benefícios:

  • Devido à sua composição nutricional, contribui para o normal funcionamento dos sistemas imunitário e nervoso e promove o metabolismo de produção de energia, reduzindo o cansaço e a fadiga.

Pitaya como comer:

  • Corte, na vertical, em duas metades. Remova a polpa e semente com uma colher ou corte as metades em fatias. Consuma a polpa ao natural ou use em gelados, batidos e doces. A Casca não comestível.

Tamarindo

Frutos Exóticos

Também conhecido por ‘Tâmara da Índia’, é uma vagem tropical originária das savanas africanas, mas bastante cultivado na Índia.

Tamarindo nutrientes:

  • Vitamina B1, fósforo, magnésio, ferro e potássio.

Tamarindo benefícios:

  • Devido ao seu teor em vitamina B1, fósforo, magnésio, ferro e potássio, promove o normal funcionamento do sistema nervoso, funções cognitiva e manutenção de ossos e dentes.

Tamarindo como comer:

  • Estale a casca e retire as pequenas fibras e os caroços. Pode comer a polpa doce ao natural (quando madura) ou cozinhada, ou usar em doces, sumos, sopas e guisados. Casca, caroços e fibras não comestíveis.

Granadilha

Frutos Exóticos

Originária da Colômbia, onde lhe chamam «o fruto das crianças», pertence à família do maracujá e cresce em trepadeiras. Tem um formato e um tamanho semelhante ao de uma ameixa e contém uma polpa translúcida, um pouco gelatinosa, com muitas sementes pretas comestíveis.

Granadilha nutrientes:

  • Rico em fibra e vitamina C e fonte de potássio.

Granadilha benefícios:

  • Pode contribuir para a manutenção da pressão arterial normal e funcionamento adequado do sistema imunitário, devido à presença de potássio e vitamina C.

Granadilha como comer:

  • Corte ao meio e coma a polpa interior, ao natural, com uma colher. Pode usar também em recheios de tartes, saladas, gelados e sumos. Casca não comestível.

Carambola

Frutos Exóticos

Proveniente da Indonésia, da Malásia, da Índia e do Sri Lanka, esta fruta cítrica de um amarelo vibrante tem a forma de uma estrela e é excelente para saciar a sede, uma vez que possui um sabor fresco, ligeiramente adocicado.

Carambola nutrientes:

  • Fibra e vitamina C.

Carambola benefícios:

  • A presença de fibra e vitamina C, contribuem para o bom funcionamento intestinal e para o normal funcionamento do sistema imunitário

Carambola como comer:

  • Pode ser comida ao natural depois de lavada. É excelente para saladas, pratos doces, bolos ou gelatinas, mas também fica muito bem em sumos e cocktails. Na carambola tudo é comestível.

Romã

Frutos Exóticos

A romã é típica do clima seco do sul da Europa. No entanto, é bastante cultivada na Bahia e no sul do Brasil. A sua casca tem um tom avermelhado e rosado. A polpa é adocicada e está repleta de sementes vermelhas translúcidas. 

Romã nutrientes:  

  • Vitaminas C e K, e rica em fibra.

Romã benefícios:

  • A vitamina C e K contribuem para o correto funcionamento do sistema imunitário e para a normal coagulação do sangue. Já a fibra, é benéfica para o funcionamento intestina

Romã como comer:

  • Retirando as sementes, podemos comê-las simplesmente ao natural. A romã dá um toque saboroso e colorido a vários tipos de saladas. Também pode ser bebida em infusões ou, depois de batermos as sementes, em sumos naturais. Na romã, só as sementes são comestíveis.

Bom apetite!

Autor

À Roda da Alimentação