O que comer em dias de calor

Por À Roda da Alimentação

A alimentação pode ajudar a prevenir os efeitos do calor intenso e a hidratação é uma prioridade nesta época. Mas afinal o que comer no calor? Há algumas recomendações que deve seguir para ter um verão mais saudável. Deixamos-lhe sete conselhos para um verão menos escaldante.

Sempre que há uma exposição ao calor intenso, a temperatura ambiente aumenta demasiado e o corpo ressente-se. Perdemos através da transpiração e há quem tenha cãibras, náuseas, vó, tonturas, alterações respiratórias e do ritmo cardíaco. Em casos mais graves, pode haver esgotamentos pelo calor. É necessário tomar certas precauções, são simples, mas muito eficazes.

O que Comer no Calor

Alimentação e hidratação: recomendações para os dias de calor

1- A hidratação é fundamental, por isso beba água mesmo que não tenha sede. Nesta altura do ano, aumente a sua ingestão e lembre-se de ter sempre consigo uma garrafa de água onde quer que esteja – na , a viajar de carro, a fazer exercício, no trabalho; se preferir, pode fazer água aromatizada com hortelã, limão, especiarias, frutas ou uma rodela de pepino, entre tantas opções. As infusões, desde que frescas e sem açúcar, também são uma boa possibilidade.

2 – A ingestão de água deve ser monitorizada prestando atenção à cor da urina, que idealmente deve ser abundante, incolor e inodora.

3 – As bebidas alcoólicas ou açucaradas são de evitar, porque em vez de hidratarem, contribuem para perdermos água.

4 – É importante comer sopa, pois além de ser uma fonte de , é uma excelente forma de hidratação. Se preferir sopas frias, não há nada como um gaspacho para quem o aprecia. São ainda muito aconselháveis os alimentos sólidos ricos em água, como frutas e hortícolas, cozinhados ou crus.

5 – Opte por comidas frescas para o calor. As refeições devem ser leves e frequentes; é importante evitar almoços ou jantares pesados e demasiado condimentados.

6 – Quando transportar alimentos perecíveis, utilize uma mala térmica com cuvetes de gelo, especialmente no caso de levar queijos, iogurtes, ovos, marisco, entre outros.

7 – Preste particular atenção às crianças, aos idosos e às pessoas doentes, uma vez que não se lembram de beber água quando não têm sede. No caso dos recém-nascidos, a mãe deve reforçar ainda mais a ingestão de água e aumentar a oferta de leite materno.

Bom apetite neste verão escaldante!

Fonte: Nutrimento

Autor

À Roda da Alimentação