Tremoços benefícios: um aperitivo saudável

Por À Roda da Alimentação

Associados à ideia de petisco, convívio e alegria de viver, os tremoços são muito apreciados pelos portugueses, especialmente durante o verão. Ao contrário do que se possa pensar, têm vários benefícios para a saúde, desde que faça a demolha dos mesmos, para reduzir o teor de sal adicionado. É verão, a altura ideal para lhe fazermos justiça.

Tremoço: o que são?

Os tremoços são as sementes de uma planta chamada tremoceiro e são frequentemente servidos como aperitivo nos países mediterrânicos e na América Latina. Têm um valor calórico baixo – um pires tem cerca de 60 g que correspondem a 70 kcal, e são altamente saciantes, devido ao seu teor em proteína e fibra. Tal como acontece com outras leguminosas – nomeadamente o grão, o feijão, as lentilhas, as favas ou as ervilhas – as suas propriedades nutricionais são bastante benéficas para a saúde.

Os tremoços engordam?

Na composição do tremoço encontramos cerca de 16 g de proteína por 100 g com uma boa digestibilidade, o que faz deste alimento um excelente substituto da proteína de origem animal, especialmente numa alimentação vegetariana. É também isento de glúten, sendo uma boa opção para quem tem sensibilidade ao glúten/doença celíaca.

Tremoços: benefícios

A presença elevada de fibra – 5% por 100 g – contribui para a regulação dos níveis de colesterol sanguíneo e da glicemia (glicose no sangue) e promove o bom funcionamento intestinal. Neste sentido, podem perfeitamente ser considerados um bom aliado para quem pretende ter uma alimentação equilibrada. Além disso, têm ainda a vantagem de ser bastante pobres em gordura, que se encontra apenas em 2% da sua composição, e são ricos em folato e ferro e fonte de zinco.

Se tudo isto parece demasiado bom para ser verdade, nem tudo é magnífico neste alimento. Por natureza, as leguminosas, como o tremoço, as lentilhas, o feijão e a fava contêm substâncias designadas de “anti-nutrientes”, que podem ser reduzidas ao serem demolhadas em água e confecionadas. No caso do tremoço, a água deve ser mudada ao longo de vários dias e com alguma frequência, de modo a eliminar sabores indesejáveis e anti-nutrientes.

Um grande problema associado aos tremoços é a elevada quantidade de sal adicionado por serem tantas vezes conservados em salmoura. No entanto, pode passá-los por água corrente antes de os consumir ou simplesmente demolhá-los durante algum tempo, o que reduz drasticamente este inconveniente para a saúde.

Se quiser introduzir os tremoços com mais frequência na sua alimentação, pode consumi-los como snack, como entrada de uma refeição em substituição de pão e salgados, nas saladas ou na confeção de patês. A farinha de tremoço é ainda excelente para fazer bolos, pão ou bolachas. Tudo boas notícias para um excelente petisco.

Bom apetite!

Autor

À Roda da Alimentação