As atuais circunstâncias exigem uma atenção redobrada à alimentação. Para evitar saídas frequentes, é importante ter mais provisões, mas dos alimentos certos.

Neste momento, como sempre aliás, é essencial manter uma alimentação saudável e equilibrada, que cumpra as orientações da Roda dos Alimentos. Para isso, há que beber muita água, evitar o excesso de açúcar, sal e gorduras, e – nunca é demais dizê-lo – incluir, sempre que possível, produtos frescos, como os legumes e a fruta.

Preocupada com os hábitos alimentares dos portugueses, face à pandemia do Covid-19, a Direção-Geral da Saúde lançou um documento (‘Novo coronavírus Covid-19 – Alimentação’) onde, entre outras diretrizes, sugere um kit alimentar para um período de isolamento de 14 dias.

Inspirados por esse guia, passamos a destacar os alimentos a que deve dar preferência na sua atual lista de compras.

Cereais e derivados, e tubérculos

Dos alimentos deste grupo, será uma boa opção incluir pão na lista de compras, pois além de nutritivo, pode ser congelado para durar mais tempo. Muita gente tem optado por comprar farinha e fazer o seu próprio pão, o que é uma ótima alternativa. Os cereais também não devem ser esquecidos, sobretudo para o pequeno-almoço, pois além de apresentarem elevada durabilidade são muito ricos em nutriente. Escolha os que são integrais e têm menos adição de açúcar, sal e gordura.

Hortícolas e fruta

Neste grupo tão importante para o aporte de fibras e vitaminas, deve ser dada primazia aos produtos que resistam mais ao tempo. É o caso da cenoura, cebola, courgette, abóbora, brócolos, couve-flor, feijão-verde e alho. Os hortícolas de folha verde e o tomate devem ser adquiridos em menor e devem ser os primeiros a ser consumidos, para evitar desperdício, pois perecem mais depressa. Os legumes congelados também devem ser incluídos na lista, pois duram bastante sem perder propriedades. Quanto aos frutos, a opção deve igualmente recair sobre os que apresentam maior durabilidade, nomeadamente a maçã, pera, laranja e tangerina.

Carne, pescado e ovos

Neste segmento, os ovos são sempre uma boa opção para meter no cesto, pois duram algum tempo, são nutritivos e não necessitam de estar no frigorífico. No que toca à carne e pescado, podem ser comprados congelados ou frescos, sendo que os frescos devem ser consumidos nos primeiros dois a três dias. É importante lembrar que as conservas de pescado também são uma opção saudável, para variar em algumas refeições.

Leguminosas

No grupo das leguminosas (feijão, grão, ervilhas, lentilhas, etc.), as variáveis secas ou em conserva são boas opções para integrar a lista. Com um teor considerável em proteína servem de alternativa à carne e pescado.

Lacticínios

O leite e o iogurte apresentam boa durabilidade, mas é importante comprá-los em função da capacidade de armazenamento no frigorífico. Opte pelos leites não aromatizados e, no caso dos iogurtes, dê preferência aos menos gordos e com menor ou sem adição de açúcar.

Outros

Vários alimentos não referidos acima podem ser incluídos na sua lista de compras, nomeadamente, tomate pelado, manteiga/creme vegetal, compotas, café́ e frutos oleaginosos (nozes, amêndoas, etc.). Estes últimos servem como boa solução para substituir os snacks menos saudáveis (doces e salgados), já que possuem elevada densidade nutricional e são ricos em fibra, vitaminas e minerais.

Sobre o tema das listas de compras, vale a pena reler os nossos artigos Sabe mesmo fazer uma lista de compras? e ‘Poupar para não desperdiçar’.

Para o bem de todos, o melhor de cada um.

Nesta situação de emergência, mantenha-se alerta. Cumpra as regras de higienização e de proteção, e siga criteriosamente as recomendações da Direção Geral de Saúde. Lembre-se ainda que é importante continuar a fazer uma alimentação saudável e a manter-se fisicamente ativo.

Your Content Goes Here

Your Content Goes Here

Your Content Goes Here

Adicionar comentário

Não perca pitada
das nossas novidades