Cafeína e exercício físico

Por À Roda da Alimentação

Partilhar

O melhora o rendimento físico? Ajuda a emagrecer? Quantos devemos beber por dia se formos treinar? A equipa da Solinca dá-lhe as respostas.

Quando falamos em estimulanteso mais habitual épensar em substâncias pouco naturais ou ilícitas que, de alguma forma, permitem melhorar a performance física e cognitiva.

Apesar de coexistirem em tal contexto, a maior parte de nós consome outros produtos com substâncias igualmente estimulantes que não são incluídas nesta generalização.

Exemplo disso é a (desde que em concentrações inferiores a 12mg/L na urina, no caso dos desportistas).

Todos conhecemos alguém (ou nós mesmos) que é incapaz de abdicar de um café pela manhã, depois das refeições ou antes do treino. Seja para despertar ou pelo simples prazer de beber, a verdade é que uma grande parte da população consome café uma ou várias vezes por dia e é natural que nem todas sintam os mesmos efeitos da cafeína.

No entanto, com o avançar da idade, é usual o corpo manifestar-se de forma diferente face à presença de certos estimulantes

Cafeína e desporto

No âmbito desportivo, vários estudos revelam que beber um café antes do treino – 30 a 60 minutos – não só proporciona um maior conforto, como influencia positivamente a performance desportiva. A cafeína contida no café gera um aumento de ácidos gordos em circulação na corrente sanguínea, os quais serão utilizados como fonte de energia pelos músculos.

Assim, o corpo ganha maior resistência e consegue suportar o esforço físico por mais tempo, principalmente se falarmos de atividade aeróbia (corrida, ciclismo, natação).

Por outro lado, o café tem efeito sobre o sistema nervoso central, permitindo melhorar o estado de alerta e a coordenação motora. Também atua sobre o estado de espírito, o que ajuda a tornar a tarefa mais agradável e aumenta, consequentemente, os níveis de motivação.

Portanto, no que ao treino diz respeito, o café assume um papel relevante na nossa predisposição física e psíquica, relativamente ao mesmo.  Os níveis de concentração e motivação aumentam/melhoram e, consequentemente, aumenta o rendimento do treino.

Sabe-se ainda que o consumo moderado de café, quando aliado a outros hábitos de vida saudáveis, revela-se ainda uma ‘arma’ antidepressiva e uma mais-valia na prevenção de patologias como cancro, diabetes ou Parkinson (Associação Portuguesa de Nutricionistas – APN, 2016).

Cafeína e ‘bebidas energéticas’

No que respeita às intituladas ‘bebidas energéticas’, apesar de poderem conter cafeína, não devem ser utilizadas como substituto do café. As mesmas não possuem os antioxidantes e outros elementos saudáveis ao organismo. São constituídas, essencialmente, por calorias vazias que não correspondem a qualquer tipo de benefício para a saúde.

Cafeína: consumo diário

E quantos cafés podemos consumir diariamente? As várias referências bibliográficas consultadas apontam para 400 mlg diários de cafeína (inclui todas as fontes de cafeína, como cafés, bebidas energéticas, chocolates…). Mas se quisermos fixar um número máximo de cafés, apontemos para 2 a 3 diários para indivíduos adultos saudáveis.

Quanto ao produto em si, o café, o ideal é optar pelas variedades orgânicas e de cultura biológica. Os tipos de café mais convencionais são concebidos em meio químico, com recurso a pesticidas potencialmente perigosos para a saúde. Por outro lado, deve ser preparado por meio de filtração e não expressoAssim, consegue-se uma maior concentração de antioxidantes (European Food Safety Autority – EFSA 2015).

Cafeína e redução de peso

E será que ajuda a emagrecer? Quando consumido de forma moderada e associado a bons hábitos de vida, o café revela-se como uma mais-valia para potenciar a perda de peso. Sendo um estimulante, acelera o metabolismo, permitindo ao organismo um maior gasto calórico.

Por outro lado, como já foi referido, a presença da cafeína faz mobilizar maiores quantidades de ácidos gordos, que podem ser usados como fonte de energia. Contudo, atenção à quantidade de açúcar. Por isso, as nossas recomendações são: Mantenha-se ativo! Mantenha-se saudável!


Para saber mais sobre as vantagens do , leia o nosso post ‘Atividade física e qualidade do sono‘.

Este artigo teve a colaboração da SOLINCA

Autor

À Roda da Alimentação