Diabetes e exercício físico

Com Dr. João Ramos

Partilhar

Tenho diabetes, posso fazer exercício físico? Não só pode, como deve! Falámos com o Dr. João Ramos para saber como melhorar a qualidade de vida de quem sofre de diabetes.

O exercício físico é uma das ‘armas’ mais produtivas na prevenção e controlo da diabetes e é também uma forma eficaz de evitar as suas complicações. Isto tudo porque estimula a produção de insulina e facilita o respetivo transporte para as células. Quando se faz o controlo da glicemia, antes e depois da prática de exercício, é fácil perceber estes benefícios.

Quem sofre de diabetes não precisa de se tornar num atleta de competição, até porque a atividade intensa pode provocar lesões osteomusculares, mas pode e deve optar por vários tipos de exercícios adaptados à sua idade, gosto e condição física.

Por exemplo, pode começar por caminhadas diárias de 30 minutos, em piso plano e regular, duas a três vezes por semana. Caso não consiga andar meia hora, numa fase inicial, faça-o por menos tempo e vá aumentando gradualmente o tempo e a intensidade. O que interessa mesmo é começar!

Se optar por fazer exercício físico em ambiente de ginásio, informe os profissionais de desporto (personal trainers) da sua condição. Os exercícios mais benéficos são os de intensidade moderada e de longa-duração (entre 40 a 60 minutos).

Antes de praticar exercício físico, especialmente se não estiver habituado, deve consultar a sua equipa de saúde, porque poderá ser necessário fazer um ajuste na medicação (oral/insulina) ou na alimentação, para prevenir hipoglicemias. E é muito importante vigiar os índices de glicemia antes e após a prática de desporto.

Se, porventura, tem ativo um esquema intensivo de insulina, serão necessárias indicações mais específicas. O essencial é que saiba, no seu caso em particular, durante quanto tempo e com que intensidade pode praticar exercício.

Diabetes e exercício físico
Dr. João Ramos

Benefícios do exercício físico:

  • Melhora a saúde cardiovascular;
  • Fortalece todos os músculos, incluindo os das costas, proporcionando um melhor suporte à coluna vertebral;
  • Ativa a circulação sanguínea;
  • Diminui a tensão arterial, um dos fatores que mais predispõe a complicações cardiovasculares graves;
  • Ajuda na perda de peso, quando aliado a uma alimentação saudável;
  • Ajuda a melhorar o controlo das glicemias, porque se gasta energia, gasta glicose (principal fonte de energia);
  • Ajuda a baixar o colesterol LDL e os triglicerídeos, quando feito com regularidade e por tempo mais prolongado (40-60 min);
  • Melhora o humor, a libido e a autoconfiança, e diminui a ansiedade. As hormonas e mediadores químicos potentes libertados pelo exercício são responsáveis pela sensação de bem-estar. A qualidade do sono também acaba por ser melhorada.

Benefícios do exercício físico para diabéticos:

  • A prática de exercício faz aumentar a utilização de glicose pelos músculos e, em circunstâncias normais, a glicemia tende a baixar;
  • Feito com regularidade, o exercício físico contribui para reduzir a gordura visceral (fator de risco cardiovascular comprovado) e, desta forma, diminui a insulino-resistência, ou seja, potencia a ação da insulina no organismo e ajuda a melhorar o controlo da diabetes.

.


.

Não deixe de ler o nosso artigo “alimentação para diabéticos“.

Diabetes e exercício físico" alt="">

Autor

Dr. João Ramos