Dizem que desintoxica, ajuda a emagrecer e equilibra o pH. Mas nem tudo o que se diz é verdade… Conheça os verdadeiros benefícios da água com limão.

Cada vez mais pessoas têm adotado o hábito de beber água com rodelas ou sumo de limão. Muitas, simplesmente, porque gostam do sabor, outras porque acreditam que fará diferença na sua saúde. E faz, só que não da forma como, provavelmente, julgam.

Por exemplo, há quem acredite que beber água com limão em jejum, antes de comer seja o que for, ajuda a emagrecer. Esta é uma ideia falsa. A casca do limão, como a da laranja ou da maçã, é rica em pectina, um tipo de fibra solúvel com ação probiótica que contribui para o bom funcionamento do sistema digestivo, ajuda a estabilizar os níveis de açúcar no sangue e diminui o colesterol. Além disso, esta fibra oferece uma sensação de saciedade e facilita o trânsito intestinal. Contudo, uma vez que não se consome a casca, e é quase inexistente a quantidade de pectina no sumo do limão, beber água morna com limão não seria suficiente para promover tal benefício. Já o consumo de fruta fresca, sempre que possível com casca, vai ajudar a aumentar a ingestão de fibra, promovendo a saciedade.Outro dos mitos em torno da água com limão é que alcaliniza o organismo (ou seja, eleva o pH), o que também não é correto, pois a manutenção do equilíbrio do pH é feita naturalmente. Nenhum alimento consegue alterar o pH. Aliás, se tal acontecesse, poderia ser fatal.

Também há quem defenda que o limão é útil para eliminar as toxinas do sangue. Esta também é uma informação incorreta. Os rins e fígado, saudáveis, são suficientes para fazer o necessário detox do corpo.

Então, o que é verdade sobre a água com limão? Em primeiro lugar, com ou sem sabor, beber água é sempre bom para hidratar o corpo. Depois, o limão, como todos os cítricos, é rico em vitamina C, nutriente que contribui para o normal funcionamento do sistema imunitário, promove a melhoria da absorção do ferro. Por fim, por ter propriedades antioxidantes, a vitamina C contribui para a proteção das células contra as oxidações indesejáveis.

Por tudo isto, logo pela manhã, beba água (quem disse que a água não sabe a nada?). Se preferir com limão, tanto melhor.

Your Content Goes Here

Your Content Goes Here

Your Content Goes Here

Comentários5

  1. Carla Clímaco 08/07/20 21:42 | 23.06.2020 8:12 AM

    Gostaria de colocar a seguinte questão: e se se fizer um chá com a casca do limão? Traz mais beneficios?
    Obrigado.

    Responder
  2. Maria Lourenço 08/07/20 21:42 | 23.06.2020 11:20 AM

    estas dicas são muito importantes para desmistificar uma serie de ideias a acerca de determinados produtos e assuntos
    obrigada

    Responder
    1. Especialista Continente
      Especialista Continente 08/07/20 21:42 | 23.06.2020 5:12 PM

      Obrigado, Maria Lourenço. É para isso que este blog existe: para divulgar factos e acabar com mitos á roda da da alimentação saudável.

      Responder
  3. Manuel Martins 08/07/20 21:42 | 06.07.2020 1:36 PM

    Beber água antes das refeições,com vinagre de sidra de maçã ,ajuda a azia no estômago, ou combate o refluxo gástrico? Obrigado

    Responder
    1. Especialista Continente
      Especialista Continente 08/07/20 21:42 | 06.07.2020 5:01 PM

      Boa tarde, Manuel Martins.

      O refluxo gastroesofágico consiste no retorno do conteúdo do estômago para o esófago. Isso acontece quando o ácido no estômago é excessivo ou quando o esfíncter esofágico inferior (músculo que fecha a passagem para o estômago) não fecha corretamente. Enquanto a azia é um sintoma ocasional, o refluxo gastroesofágico é uma doença que precisa de ser diagnosticada e tratada. O tratamento do refluxo consiste, normalmente, numa intervenção farmacológica, contudo, em simultâneo devem ser promovidas algumas alterações no estilo de vida – fazer refeições leves (com poucas gorduras e picantes), nunca deitar após uma refeição, perder o peso em excesso, evitar os alimentos que mais estão associados ao refluxo (como alimentos com gordura, chocolate, cebola, alho, alimentos à base de citrinos e tomate, comidas picantes ou mentoladas, temperos à base de vinagre), elevar um pouco a cabeceira da cama quando for dormir, não fumar, não beber álcool e procurar manter uma postura corporal correta. Aconselhamos a consulta de um profissional de saúde especializado na área para diagnóstico correto dos sintomas/doença e recomendações específicas.

      Responder

Adicionar comentário

Não perca pitada
das nossas novidades