A vida é feita de escolhas, por isso há que saber fazê-las. Para melhor decidir sobre o que comemos, é essencial saber ler a informação nas embalagens. Hoje dou mais uma ajuda.

Como tenho vindo a escrever neste meu blog, é fundamental aprender a interpretar os rótulos para fazer escolhas alimentares saudáveis. Com uma grande ajuda do Continente, ‘passei a limpo’ os dados que constam nas embalagens para perceber o que realmente significam.

 

DECLARAÇÃO  NURICIONAL – A versão mais completa inclui o valor energético do produto (soma da energia dos nutrientes) e os nutrientes obrigatórios (lípidos, ácidos gordos saturados, hidratos de carbono, açúcares, proteína e sal). Pode também apresentar teores de fibra, vitaminas, minerais, ácidos gordos monoinsaturados, ácidos gordos polinsaturados, entre outros. A informação é, normalmente, apresentada por cada 100 g ou 100 ml e por porção ou unidade.

Lombo de Porco no Forno com Legumes ao Vapor

IR PARA SITE CHEF CONTINENTE

TODOS OS PRODUTOS BIOLÓGICOS À MÃO DE SEMEAR

LISTA DE INGREDIENTES – Deve ser a primeira coisa a ler. Os ingredientes são apresentados por ordem decrescente em função da quantidade, ou seja, o que está em maior porção surge primeiro, depois vem o segundo ingrediente mais abundante e assim sucessivamente. Os aditivos (substâncias adicionadas para melhorarem as características ou longevidade do produto) são representados pela categoria e nome específico ou pela letra ‘E’, seguida de um número com três algarismos (Ex. antioxidante E300). A presença de elementos alergénicos (glúten, amendoim, etc.) também é aqui identificada.

SEMÁFORO NUTRICIONAL – Informa, através de um código de cores, a presença em maior ou menor grau, dos nutrientes que, em excesso, mais prejudicam a saúde: Se quiser saber mais, leia o post  ‘As cores que contam!.

40% dos portugueses não sabe ler os rótulos dos alimentos

Fonte: Estudo ‘Atitudes dos Consumidores Face à Rotulagem Alimentar’, Instituto Português de Administração de Marketing, a pedido da DGS, com chancela da OMS

40% dos portugueses não sabe ler os rótulos dos alimentos

Fonte: Estudo ‘Atitudes dos Consumidores Face à Rotulagem Alimentar’, Instituto Português de Administração de Marketing, a pedido da DGS, com chancela da OMS

CONDIÇÕES DE CONSERVAÇÃO – Recomendações essenciais sobre como manter e armazenar os alimentos em condições de consumo, quer fechados quer depois de abertos.

DATA DE VALIDADE – Indica a data-limite até à qual o produto deve ser consumido, designada por ‘Consumir até’, ou a data de durabilidade mínima, que representa o prazo até ao qual se garantem todas as suas propriedades, designada por ‘Consumir de preferência antes de’. Se quiser saber mais, leia o post  ‘Até e Antes de: descubra as diferenças!’

Gostava de obter mais informações sobre a rotulagem dos alimentos? Pergunte-nos  abaixo.

a roda da alimentação

Como escolher produtos embalados

  • Verifique o prazo de validade.

  • Tenha em atenção a integridade da embalagem: não pode estar enferrujada, amassada ou rasgada.

  • Verifique o aspecto organolético do alimento: não deve estar com cor, cheiro ou consistência alterada.

  • Observe se o local de armazenamento está em boas condições.

Fonte: Associação Portuguesa de Nutrição (APN)
À Roda da Alimentação

Your Content Goes Here

Your Content Goes Here

Your Content Goes Here

Comentários1

  1. Sara Grilo 19/06/19 07:04 | 22.05.2019 1:01 PM

    Boa tarde!
    Estou a ver os programas todos no you tube e estou a gostar muito.
    No entanto neste programa em específico, embora o patrocínio seja do continente, fiquei um pouco chocada com a quantidade de sacos de plástico em que trouxeram as compras!!! Podiam ter usado os outros sacos reutilizáveis… Quando cada vez mais se fala de #zerowaste e num programa tão didático acho que se pode dar um melhor exemplo neste aspeto!
    Parabéns pelo programa.

    Responder

Adicionar comentário

Não perca pitada
das nossas novidades