Alimentação infantil saudável

Com Leonor Cício

O tema da alimentação infantil gera muitas dúvidas e uma fonte de preocupação para os pais. Mas entre tantas opiniões diferentes, há princípios elementares que devem ser seguidos. Vamos deixar-lhe umas quantas estratégias para melhorar a qualidade das suas refeições.

Artigo atualizado a 24 maio de 2023

Dicas para uma alimentação infantil saudável

  • Para incutir bons hábitos, o exemplo tem de vir dos pais e familiares. Se queremos que as crianças comam bem, também nós temos de o fazer. Com que legitimidade insistimos, por exemplo, na sopa, na fruta ou na salada, se não a tivermos no nosso prato? Assim, é importante que a família seja um espelho de bons hábitos.
  • Levar bons alimentos para dentro de casa e deixar os maus à porta é também meio caminho andado. Descascar mais e desempacotar menos, como refere Leonor Cício, autora do blogue «Na cadeira da papa»e do livro de receitas Mãe, quero mais!, é um princípio para a vida.
  • Se as crianças perceberem a diferença entre a rotina e a exceção, ou seja, entre o quotidiano e as ocasiões especiais – Natal ou festas de anos, por exemplo, datas que admitem alguns deslizes –, torna-se mais fácil gerir aquilo que querem comer e beber.
  • Proibir pode não ser uma boa ideia por surtir o efeito contrário e levar a uma maior vontade de comer o fruto proibido – e neste caso não é certamente uma maçã, mas sim uma gulodice qualquer.
  • A calma às refeições, sem ruídos de televisão, ecrãs ou telemóveis, é também um princípio muito salutar para o convívio à mesa, onde não convém fazer negócios com . «Se comeres a sopa, tens ali um geladinho no fim», cria a ideia de uma recompensa menos nutritiva em troca de algo saudável. O excesso de teatros e aviõezinhos também pode incutir a ideia de que só vale a pena comer em troca de um momento altamente divertido, o que não é uma moeda de troca

Alimentos a evitar na infância (e não só)

Certos alimentos embalados, que podem ser menos interessantes do ponto de vista nutricional, devem ser evitados.  Durante a sua produção podem levar grandes quantidades de sal, de açúcares, corantes, conservantes, emulsionantes e gorduras.

Alguns destes alimentos têm por norma gorduras adicionadas, sal adicionado e. glucose, dextrose, sacarose, frutose, maltose ou xarope de glucose (formas de açúcar), a que deve estar atento (não se esqueça de ler a lista de ingredientes). Eis alguns exemplos:

  • Refeições pré-confecionadas.
  • Batatas fritas e salgados.
  • Produtos de charcutaria e alguns queijos
  • Refrigerantes (muitos podem ter adição de edulcorantes, açúcares ou outros ingredientes menos interessantes).
  • Pães de forma e alguns cereais.
  • Frutas em calda ou cristalizadas.
  • Bolos de pastelaria.
  • Pipocas e guloseimas.
  • Alimentos pré-.
  • Gelados e algumas bolachas.

Os alimentos gordurosos, como fritos, batatas fritas e fast-food,devem ser limitados porque contribuem para o aumento do colesterol sanguíneo, o mau “LDL” e para o ganho de peso – e a infantil é um problema grave em Portugal – bem como doenças cardiovasculares.

Os açúcares, presentes na maioria das vezes em alimentos como os doces, bolos e refrigerantes, trazem problemas de saúde como a obesidade, a diabetes e cáries. Até aos 12 meses, o mel deve ser evitado.

As bebidas com cafeína – certos refrigerantes, chá preto e café – devem ficar de parte porque interferem no sono, causam desidratação e afetam o bom funcionamento do sistema nervoso.

Certos alimentos alergénicos, se houver um histórico alimentar de alergias, exigem particular cuidado. Assim, é preciso estar alerta com a manteiga de amendoim e outros frutos de casca rija, como as nozes, o e os moluscos, a mostarda, as sementes de sésamo, o leite, a soja, o ovo, o trigo e o aipo.

Crianças, doces e refrigerantes

Lancheiras saudáveis

As lancheiras devem ter normalmente uma combinação de três tipos de alimentos:

  • Cereais integrais – em forma de panquecas, bolachas, barritas, pão (quanto mais integral melhor), granola ou cereais de pequeno-almoço sem adição de açúcar
  • Frutas e – especialmente crus e/ou inteiros, como maçãs (um alimento que aguenta bem fora de casa), tomate-cereja ou cenoura em palitos.
  • Laticínios – leite meio gordo, iogurte ou queijo.  
Receita de bolo de iogurte e morango
de iogurte e morango

Festas de aniversário saudáveis

As festas de aniversário podem ser mais equilibradas com estas propostas:

  • Sandes de queijo, de ovo mexido ou até com pasta de /atum com iogurte.
  • Saladas de fruta, palitos de cenoura e pepino com ou
  • Espetadas de fruta (banana, ananás, kiwi e fruta entre muitas outras combinações possíveis).
  • Gelados de fruta com iogurte
  • Bolachas caseiras com farinha de trigo integral e/ ou de aveia e adoçadas com banana
  • Panquecas de aveia e banana
  • Trufas/bolinhas energéticas de frutos secos com cacau ou coco

Bolo de aniversário saudável

Se tem dúvidas sobre a alimentação dos seus filhos, pergunte à Nutricionista Online.

Autor

À Roda da Alimentação