Esta semana fui até ao Alentejo para conhecer melhor a raça de bovinos Aberdeen-Angus, cuja carne é considerada de excelência.

Não há nada como falar diretamente com o produtor para perceber como são criados os novilhos que dão origem à saborosa carne Angus, apontada como uma das melhores do mundo. Foi isso que fiz no meu programa À Roda da Alimentação, que foi para o ar este sábado, na RTP1.

Viajei até ao Alentejo e estive à conversa com o Eng.º Carlos Grave, proprietário da Herdade da Bala, que está há três gerações na sua família, e onde se produz carne de novilhos cruzados Angus, em cerca de 600 hectares.

Segundo o produtor, este tipo de carne “está para os bovinos como o porco preto está para os suínos” e tem tido muita procura pela sua superior qualidade.

A raça de bovinos Aberdeen-Angus, nativa da Escócia, é uma das mais antigas do mundo. Chegou a Portugal há cerca de 20 anos e adaptou-se muito bem à região alentejana. Um dos motivos que leva ao seu reconhecimento mundial é o facto de a sua carne ser muito saborosa e suculenta.

É precisamente o marmoreado desta carne que a torna suculenta e saborosa e faz com que seja tão reconhecida mundialmente.

Carlos Grave diz que é essencial garantir que estes animais têm uma alimentação adequada, o que só é possível  através da boa manutenção da pastagem e correto maneio dos animais. Com uma alimentação à base de pastagem natural, é garantido o bem-estar animal, a sustentabilidade da exploração e, portanto, uma carne nacional de excelência.

Se não viu, ainda pode assistir ao programa deste fim de semana, online, no site da RTP1.

Your Content Goes Here

Your Content Goes Here

Your Content Goes Here

Comentários2

  1. idalina monteiro gom 08/07/20 17:23 | 12.11.2019 3:10 PM

    não conheço a carne vende-se no continente?

    Responder
    1. JR 08/07/20 17:23 | 13.11.2019 5:19 PM

      sim, vende-se. pode ver aqui no continente online shorturl.at/yCNT8

      Responder

Adicionar comentário

Não perca pitada
das nossas novidades